Exemplo: CSS Dropdown menu sem JavaScript ou hacks
Visualizar Noticia

Rinaldi Gaúcho de Velocross começa em grande estilo em Pedro Osório

03/04/2012

A mais importante competição de velocross do estado abriu a temporada 2012 neste último final de semana em Pedro Osório, cidade distante 54 Km de Pelotas, na Zona Sul do Rio Grande do Sul. Mais de 250 pilotos aceleraram forte nos 1.100m, da pista de traçado rápido, montada no Parque do Sindicato Rural de Pedro Osório.

A movimentação de pilotos, que foi grande no sábado, começou de forma intensa nas primeiras horas da manhã do domingo, mesmo antes da metade da manhã, o lugar reservado para os boxes estava lotado. O púbico que chegou meio tímido, aos poucos, ocupou todo o entorno da pista para acompanhar de perto os melhor e mais importante pilotos de velocross do Brasil, o cardápio para o domingo foi churrasco, uma cervejinha (sem passar do ponto) e muita, mas muita emoção e adrenalina.

Na pista, durante o warm up, os pilotos aceleraram forte, aproveitando a última oportunidade de fazer os últimos acertos em seus equipamentos. O terreno e o traçado da pista foi um diferencial para os pilotos, o traçado rápido proporcionava muitas ultrapassagens e disputas de posições entre os retardatários, o terreno, formava buracos com frequencia, deixando a prova ainda mais emocionante, os pilotos tiveram que mostrar  muita técnica para não ficar para trás.

A prefeitura de Pedro Osório trabalhou com carinho para que tudo saísse da melhor forma possível, o maquinário, esteve a disposição para que a pista estivesse sempre em manutenção a medida do necessário. “Este é um grande momento para nós, estamos recebendo os melhores pilotos da modalidade em nossa cidade, Pedro Osório hoje, está entrando cenário gaúcho do velocross, e queremos que essa seja a primeira de muitas outras etapas do Gaúcho de Velocross em Pedro Osório,” declarou o Prefeito Municipal Cebinho.

A etapa de abertura do Rinaldi Gaúcho de Velocross ficou marcada pela grande presença de pilotos uruguaios, entre eles os irmãos Florin e também pela presença dos pilotos gaúchos que conquistaram o título de campeão Gaúcho e Brasileiro de Velocross de 2012, Fernando Dieter, Fabiano Ribeiro, e Matheus e Lucas Basso.

Acompanhe agora o que rolou na abertura do Rinaldi Gaúcho de Velocross 2012.

Cézar Silva fatura a VX4 Nacional
A categoria VX4 Nacional foi a primeira categoria a alinhar no gate, pilotos com quarenta anos deram um show de experiência, mostrando de que o esporte não tem nada a ver com a idade e sim com o coração e a vontade de vencer, os pilotos fizeram bonito. Cézar Silva (Pelotas) largou na frente e não tomou conhecimento dos demais  concorrentes, venceu a prova de ponta a ponta, Marco Farias (Lajeado) largou na segunda colocação, mas não conseguiu mantê-la até o final, pois Elder Pirolli “Netti” (Tapejara), que não fez uma boa largada,  saiu da terceira colocação para o segundo lugar, Moisés Folha (Cristal) atual campeão da categoria, aproveitou o embalo e assumiu a terceira colocação, depois disso Marco aumentou o ritmo para tentar reassumir o terceiro lugar, inclusive marcando a melhor volta da prova (0:55.916), porém, não havia tempo suficiente para um tentativa de ultrapassagem. No final vitória de Cézar, com Netti em segundo, Folha em terceiro, Marco Farias na quarta colocação, fechando o pódio Luciano Pires (Rio Grande) na quinta colocação.

Maiara Basso vence a categoria Feminina
A categoria Feminina fez a sua estreia no campeonato Gaúcho de Velocross este ano, no entanto, a vencedora da categoria, Maiara Basso (Mato Castelhano), não deve lembrar qual foi a primeira vez que subiu no ponto mais alto do pódio. Acostumada a grandes apresentações e disputas memoráveis com pilotos renomados no estado e também nas pistas do Brasil, Maiara não teve trabalho para vencer a categoria de ponta a ponta, marcando a volta mais rápida da prova (0:52.647), na segunda colocação veio Nicole Manzke (S. Vitoria do Palmar), Nicole promete ser, no bom sentido, a “pedra no sapato”, ou melhor, na bota de Maiara, isso porque, este, é o primeiro ano que Nicole está andando pra valer de CRF 250cc, então, quem sabe, essa seja uma promessa de boas disputas para o restante do campeonato, Theniffer Gonçalves (Jaguarão) foi a terceira colocada, Kamila Rocha (Chui) ficou com a quarta colocação e Florencia Cuña (Rio Branco/Uruguai) completou o pódio na quinta colocação.

Giovane Pick volta com vitória ao Gaúcho de Velocross
Depois de passar um ano longe do Gaúcho de Velocross, Giovane Pick (Vera Cruz) está de volta e, a volta foi em grande estilo, vitória de ponta a ponta. A vitória foi construída assim que o gate caiu, com um largada excepcional, Pick assumiu a liderança seguido por Fernando Sanches (Santa Maria), os dois abriram uma boa vantagem já na primeira curva, isso porque, depois de uma queda coletiva, Lauthério Brauch (S. Lourenço do Sul) dono do melhor tempo dos treinos cronometrados, ficou preso junto com mais nove pilotos, em um verdadeiro emaranhado de motos. Enquanto Pick administrava a liderança,  Lauthério Brauch dava um show na pista, marcando volta mais rápida após volta mais rápida os concorrentes foram ficando para trás e a vantagem dos líderes começou a ficar somente no visual, a menos de duas voltas do final, depois de cravar o melhor tempo da prova (0:51.413), o piloto de São Lourenço do Sul assumiu a segunda colocação, a briga pela quarta colocação também foi intensa entre Ricardo Gonçalves (Jaguarão) e Sílvio Souza “Birriga” (S. Vitória do Palmar). No final, vitória muito comemorada de Giovane Pick, Lauthério Brauch em segundo, Fernando Sanches em terceiro, Ricardo em quarto e Sílvio Souza na quinta colocação formaram o pódio da categoria.

Matheus Hernandes vence a 50cc
O atual campeão da categoria 50cc, Matheus Hernandes (Rio Grande), começou muito bem o campeonato,  porém, a primeira  vitória no campeonato foi conquistada somente nas duas últimas voltas, a categoria teve disputa pela vitória do começo ao fim. Na largada Bawer Gomes (Rio Grande) assumiu a liderança, com Matheus em segundo, os dois abriram grande vantagem sobre os demais pilotos, fazendo um disputa “caseira”, na parte de alta da pista, Bawer conseguia abrir de Matheus, já na parte de baixa, na parte mais travada da pista, Matheus conseguia diminuir a vantagem de Bawer, esse cenário se repetiu durante sete voltas, nas duas últimas, Matheus conseguiu encostar e assumir a liderança para receber a bandeirada da vitória, Bawer foi o segundo, Mikael Teixeira (Capão do Leão) foi o terceiro colocado, Erick Bom Reis (Rio Grande) chegou na quarta colocação e Arthur Barcelos (Capão do Leão) fechou o pódio na quinta colocação.

Vitória de Luciano Peres na Novatos Nacional
A  última categoria a alinhar no gate na parte da manhã foi a Novatos Nacional. Com um gate lotado e uma prova muito dinâmica, o cenário da categoria alternou volta a volta. Na largada Erivelton Silva (Pelotas) assumiu a liderança, antes mesmo da segunda curva, Felipe Gallioto (Flores da Cunha) era o novo líder, a liderança de Felipe durou duas voltas, Luciano Peres (Rio Grande) além de marcar a melhor volta (0:55.770), assumiu a primeira posição para não largar mais, Ivan Pilz (Mato Leitão) fez uma prova sem erros e ritmo muito forte terminando a prova em segundo lugar, depois de muitas trocas de posições, Michel Fiel (Encantado),que chegou a estar na sexta colocação, terminou na terceira colocação, Alexandre Dal Bem (Ibiraiaras) foi o quarto colocado e Fernando Machado (Rio Grande) fechou o pódio na quinta colocação.

Fabiano Ribeiro foi o melhor na VX3
Primeira categoria à alinhar no gate na parte da tarde foi a VX3, assim como a VX4 Importadas, reuniu os pilotos mais experientes do motociclismo gaúcho, pilotos rodados por todo o Brasil como Fabiano Ribeiro (Passo Fundo) atual campeão Brasileiro de Velocross e Giovane Pick (Vera Cruz). A disputa da categoria era a oportunidade de Lauthério Brauch (S. Lourenço do Sul), dono do melhor tempo também na VX3 tentar a vitória. Na largada, Giovane Pick  veio novamente como um míssil para cima dos concorrentes e assumiu a ponta, Fabiano Ribeiro e Cleomenes Gomes (Camaquã) vieram logo atrás colocando pressão, Lauthério ficou preso no pelotão intermediário, tendo que correr atrás do prejuízo outra vez, ainda na primeira volta, Fabiano assumiu a liderança, deixando a briga pela segunda colocação entre Pick e Cleomenes, na segunda volta, um choque entre o segundo e terceiro colocados deixou o caminho aberto para Fernando Sanches (Santa Maria) assumir a segunda colocação com Lauthério já em terceiro. Fabiano Ribeiro fez uma prova irretocável, sem erros e com muita objetividade conquistou a vitória, Sanches fez uma prova mais consistente que na VX4 e terminou na segunda colocação, Lauthério mesmo marcando o melhor tempo da prova (0:55.255) não teve a mesma sorte, um corte no pé depois de uma disputa de posição o deixaram sem chances de brigar pelo segundo lugar, terminando na terceira colocação, Maiara Basso (Mato Castelhano) foi a quarta colocada e Ricardo Gonçalves fechou o pódio na quinta colocação.

Cézar Silva vence de ponta a ponta a VX3 Nacional
A julgar pela primeira etapa, Cézar Silva (Pelotas) carimbou o visto para brigar pelo título do campeonato, isso porque, a vitória de ponta a ponta  e o belíssimo desempenho, marcando a melhor volta da prova (0:55.099) serviram de credencias para, quem sabe, ao menos, candidato ao título de 2012.  A disputa mesmo, ficou  pelos outros quatro lugares no pódio, Luciano De Conto (Passo Fundo) largou na segunda colocação, depois de algumas voltas, Marco Farias (Lajeado) assumiu a vice-liderança, De Conto, Marcos Onzi (Flores da Cunha),  Norton Souza (Pelotas), Elder Pirolli (Tapejara) e Luis Refatti (Alegrete) estavam na briga pela terceira colocação. Na segunda metade da prova, Luis Refatti foi com tudo em busca de um lugar ao pódio, depois de algumas voltas, Refatti já estava na segunda colocação mantendo-a  até o final, Marco Faria chegou na terceira colocação, De Conto foi o quarto colocado e Marcos Onzi fechou o pódio na quinta colocação.

Felippe Menuzzi vence a categoria 65cc
Pilotos gaúchos e uruguaios alinharam no gate para a disputa da categoria 65cc. Mathias Vargas (Rivera) atual Campeão Gaúcho da categoria, Gonzalo Flores (Rivera), Mathias Bardesio (Melo) e Bruno Budes (Rio Branco) foram os representantes do país vizinho, do lado brasileiro Felippe Menuzzi e Gabriel Costa (Dom Pedrito), Matheus Hernandes e Bawer Gomes (Rio Grande), MIkael Teixeira e Arthur Barcelos (Capão do Leão). Na largada Felippe Menuzzi mostrou que está com a corda toda, assumiu a primeira colocação e venceu de ponta a ponta, marcando volta mais rápida em cima de volta mais rápida (0:57.245), a briga pela segunda colocação ficou entre Mathias Vargas e Gonzalo Flores, a vantagem ficou com Mathias que chegou na segunda colocação, Gonzalo fechou a prova na terceira colocação, Mathias Bardesio  terminou na quarta colocação e Matheus Hernandes fechou o pódio na quinta colocação.

Fabiano Ribeiro vence a Intermediária de ponta a ponta
Uma prova cheia de disputas e muitas emoções, assim foi a categoria Intermediária. Na largada Fabiano Ribeiro (Passo Fundo) mostrou que a conquista do título de campeão brasileiro não foi por acaso, com uma grande largada o “gordinho voador”, como é chamado por muitos nos bastidores, voou baixo para assumir a liderança logo na primeira curva, seguido logo atrás por Sérgio Moraes (S. Cruz do Sul) e Felipe Deloss (Lajeado), em poucas voltas Fabiano cravou a melhor volta da prova (0:50.688) abriu uma boa vantagem sobre o segundo e terceiro colocado, enquanto Moraes e Deloss travavam uma grande disputa pela segunda colocação, Weslen Gomes (Camaquã) e Rodrigo Kent (Palmitas/Uruguai) encostaram de vez. A pressão de Deloss funcionou, menos de três voltas do final ele assumiu a segunda colocação. No final, nova vitória de Fabiano Ribeiro, com Deloss em segundo, Moraes em terceiro, Weslen em quarto e Rodrigo Kent  na quinta colocação formaram o pódio da categoria.

Getúlio Acosta vence a 230cc de ponta a ponta
Menos de vinte e quatro horas depois de receber o troféu de campeão gaúcho de 2012 na categoria Novatos Nacional, Getúlio Acosta (São Borja) subiu no ponto mais alto do pódio, desta vez valendo pela categoria 230cc. Na largada o piloto mostrou que não tem mais nada de novato, depois de uma ótima largada Getúlio assumiu a liderança da prova e não largou mais, de quebra marcou a melhor volta da prova (0:54.607)  vencendo de ponta a ponta, na briga pela segunda colocação  vieram Luciano Peres (Rio Grande), Emerson da Silva (Gramado Xavier), Erivelton Silva (Pelotas) e Alexandre Dal Bem (Ibiraiaras) e Ivan Piz (Mato Leitão), a disputa pelas outros quatro lugares no pódio foi intensa. No final vitória de Getúlio, Emerson da Silva em segundo, Luciano Peres em terceiro, Erivelton Silva na quarta colocação e Dal Bem em quinto formaram o pódio da categoria.

Matheus Basso vence a VX2
Para quem está acompanhando o velocross nos últimos dois anos, está quase cansado de saber que os principais nomes da modalidade no Brasil na atualidade são do Rio Grande do Sul, Matheus e Lucas Basso (Gentil), isso fica evidente a cada prova. Desta vez, a cidade de Pedro Osório conheceu estes pilotos e soube o por que desta fama. Na largada da categoria VX2  os irmãos Matheus e Lucas assumiram as duas primeiras posições respectivamente, German Betancurt (Mercedez/Uruguai) veio logo atrás junto com Vinícius Perazzo (Rio Grande), Fabrício Ramazzini (Montenegro) e Maurício Alvarez (Jaguarão), Matheus e Lucas abriram uma boa vantagem sobre os demais pilotos, neste meio tempo, Sérgio Moraes (S. Cruz do Sul) que largou na última colocacão, começou a recuperar posições, Mauricio Alvarez bem que tentou, mas depois de duas quedas a tentativa de encostar nos líderes ficou difícil. No final dobradinha incontestável de Matheus Basso, que ainda marcou a melhor volta da prova e da pista (0:50.356), Lucas Basso fechou na segunda colocação, Sérgio Moraes foi o terceiro colocado, German Betancurt foi o quarto colocado e Mauricio Alvarez o quinto colocado no pódio da categoria VX2.

Diovane Anselmi fatura a 4T Livre
Foram precisas duas largadas na categoria 4tempos livre, na primeira, Márcio Viznetim (Flores da Cunha) largou antes de cair o gate, com isso, antes da primeira volta, a bandeira vermelha foi acionada pelo diretor de prova. Na nova largada, Diovane Anselmi (Morro Redondo) assumiu a liderança com Luciano De Conto (Passo Fundo), Márcio Vizentim e Dyanos da Silva (Passo Fundo) colados logo atrás, Fernando Dieter (Lajeado) não fez uma boa largada, mas em pouco tempo recuperou posições, entrando na briga pelo pódio, enquanto Anselmi fazia o dever de casa, inclusive marcando o melhor tempo da prova (0:53.016), Dieter assumia a segunda colocação, as últimas voltas fora eletrizantes, Diovane soube defender a liderança dos ataques de Dieter,levando a bandeirada da vitória em primeiro, Dieter foi o segundo, Dyanos o terceiro colocado, Vizentim foi o quarto colocado e Emerson da Silva fechou o pódio na quinta colocação.

Vitória de Leônidas e show de Menuzzi na 85cc
A categoria 85cc foi um show a parte, alinhados lado a lado o campeão e vice de 2012 Felipe Augusto Pick (Vera Cruz) e Leônidas Moraes (S. Cruz do Sul), a novidade em relação ao ano passado,  motos de 65cc 2 tempos até 150cc 4 tempos  juntas no gate. Na largada, Leônidas Moraes e Pick  saíram na frente, porém,  uma queda na primeira curva tira Pick da prova, além trancar mais quatro pilotos, com isso, Jordan Souza (S. Vitória do Palmar) e  Felippe Menuzzi (Dom Pedrito) começaram uma disputa pela segunda colocação, em duas voltas Felippe ultrapassou Jordan assumindo a vice-liderança, à partir daí a prova ganhou muito em emoção, Felippe foi para cima de Leônidas, algumas voltas depois, em um erro de Leônidas, Felippe assumiu a liderança, antes de completar mais uma volta Leônidas reassumiu a ponta, marcando a melhor volta da prova (0:56.042), Felippe foi a sombra de Leônidas, chegando a conseguir novamente a ultrapassagem em cima do líder na última volta, porém, Leônidas deu troco mais uma vez recuperando a liderança para não perder mais, Felippe foi o segundo, Jordan o terceiro, Matias Vargas o quarto colocado e Mathias Bardesio na quinta colocação formaram o pódio da categoria.

Felipe Deloss vence a Estreantes Importadas
Gate cheio na Estreantes Importadas. Na largada, Sérgio Moraes (S. Cruz do Sul) e José Augusto Crizel (Pelotas), que marcou o melhor tempo no treino cronometrado de sábado, largaram na frente, Felipe Deloss (Lajeado) saiu colado nos líderes, os três imprimiram um ritmo de prova muito forte, ora um, ora outro faziam a melhor volta. Fabrício Ferrari (Espumoso) que iria completar a primeira curva na frente, teve que fazer uma prova de recuperação depois de uma queda  largada. As posições no segundo pelotão mudavam  incessantemente, Ferrari teve uma grande recuperação e assumiu a sexta colocação, lá na frente Deloss  marcou a melhor volta e  assumiu a liderança, Sérgio Moraes, perdeu um pouco do foco, perdendo rendimento, com isso, caiu para o terceiro lugar, após a placa de duas voltas ainda tentou uma reação mas sem sucesso, mesmo assim cravou o melhor tempo da prova (0:50.700). No final estreia de Deloss com vitória na Estreante Importada, José Crizel foi o segundo, Sergio Moraes o terceiro, Weslen Gomes (Camaquã) o quarto e Victor Garcia (Triunfo) na quinta colocação formaram o pódio da categoria.

Diovane Anselmi vence mais uma no domingo
A categoria Nacional Força Livre teve uma largada tranquila, desta vez o panorama da prova foi parecido com o da categoria 4 tempos Livre, Diovane Anselmi (Morro Redondo) mais uma vez largou na frente e fez uma prova muito tranquilo, vencendo de ponta a ponta com o melhor tempo de prova (0:56.167), Fernando Dieter (Lajeado) dono do melhor tempo nos treinos cronometrados, novamente não fez uma boa largada, ficando no pelotão intermediário, após duas quedas acabou desistindo da prova com problemas na moto depois de cinco voltas, a briga foi pela segunda colocação, que ficou com Claiton Portela (Passo Fundo), Márcio Vizentim (Flores da Cunha) foi o terceiro colocado, Luciano Peres (Rio Grande) ficou com a quarta colocação e Maicon Gallioto (Flores da Cunha) com a quinta colocação formaram o pódio da categoria.

Dobradinha da família Basso na VXPró
A mais importante categoria do Rinaldi Gaúcho de Velocross 2012, alinhou no gate com uma grande promessa de disputa entre brasileiros e uruguaios, pois alinhados no gate estavam nada mais, nada menos que os dois principais nomes do velocross brasileiro, Matheus e Lucas Basso (gentil) e os dois principais nomes do “velocidad em tierra” uruguaio Cale e Pablo Florin (Cardona). Assim que o gate caiu os irmãos Basso e Florín deixaram claro que o bixo ia pegar durante toda a prova, Matheus largou na frente seguido de perto por Pablo, Lucas veio logo atrás seguido de perto por Cale, as duas primeiras voltas foram alucinantes, o ritmo e a disputa entre os quatro primeiros colocados foram eletrizantes, disputas nas entradas e saídas de curvas, motos lado a lado na reta, foram momentos de tirar o fôlego. Na terceira volta, o cenário da prova mudou completamente, no final da reta de chegada Pablo tentou retardar a freada e acabou caindo, duas curvas depois foi a vez de Cale cair e perder um tempo precioso, sem chances de encostar nos líderes ele abandonou a prova na sexta volta, Pablo Florin, ainda tentou, porém o tempo foi curto para que conseguisse uma reação. No final vitória de Matheus Basso, Lucas foi o segundo, marcando o melhor tempo da prova (0:51.164), Pablo Florin foi o terceiro colocado, Marcelo Bardesio (Melo/Uruguai) foi o quarto colocado e Rodrigo Kent (Palmitas/Uruguai) completou o pódio na quinta colocação.

As próximas emoções do campeonato Rinaldi Gaúcho de Velocross 2012 acontecerá nos dia 14 e 15 de abril na cidade de Pinhal da Serra, na região Norte/Nordeste do Estado, juntamente com a segunda etapa do Brasileiro de Velocross e segunda etapa do Sulbrasileiro de Velocross.

O campeonato Gaúcho de Velocross 2012 tem o patrocínio master da Rinaldi, Total Distribuidora de Moto Peças, IMS e Mobil, co-patrocínio da Belparts e SobreRodas e apoio da  Mecânica Zapanetti, Farover, Octano Graphics, Kimoto, SSul e Artemoto.

Texto e Fotos: André Charão/Assessoria de Imprensa FGM

Voltar